Escolha uma Página

Como vencer a timidez é bem simples!

por | mar 27, 2019 | Empreendedorismo

Tenho certeza de que, em algum momento da sua vida você já se fez esta pergunta de como vencer a timidez?

Eu sempre fui tímido e continuo sendo, mas eu consegui entender quais eram os pontos que eu precisava controlar e passei então a praticar esse exercício em todos os momento o qual era necessário e venci!

No dicionário, timidez é sinônimo de acanhamento. Pensando dessa forma, que tipo de situação faz aflorar este sentimento em você?

Fazer uma apresentação em público, manifestar sua opinião para muitas pessoas, se aproximar de alguém que achou interessante…

Você já se fez esta pergunta?

O que eu percebo é que muitas pessoas usam a timidez como um escudo para tudo, quando, na verdade, este sentimento tem hora certa para começar e para acabar.

Saiba disso?

Vamos desenrolar este assunto e encontrar juntos maneiras práticas de como vencer a timidez.

 

O que um tímido sente?

A timidez nada mais é do que o medo de ser aceito por algo que você precisa fazer ou foi convidado a fazer. O batimento cardíaco dispara, as mãos começam a suar, a respiração fica ofegante, o chão parece sumir dos pés…

Essas sensações fazem sentido para você? Se sim, em quais situações ela aparece?


Vamos lá, pense bem: eu falei anteriormente que a timidez tem hora certa para começar e para terminar, não é? Então, eu tenho certeza de que muitas coisas você realiza com grande habilidade, enquanto outras fazem você paralisar.

São justamente nestas horas que eu quero que você pense. E mais: por que essa sensação desperta a sua timidez?

Pergunto isso porque a resposta a respeito de como vencer a timidez está em descobrir e entender a causa da situação que faz você se sentir assim.

Em muitos casos, a timidez nasce de momentos malsucedidos ou mal resolvidos.

Vou dar um exemplo…você era uma criança no tempo de colégio.

Quando foi chamado pela professora para ler sua redação em voz alta na frente dos colegas, você se levantou com a redação na mão e se posicionou lá na frente.

Tudo parecia bem, mas quando começou a ler, deu uma gaguejada em algumas palavras e todos os seus colegas riram. Essa sensação fez muito mal a você e desde então, falar em público se tornou um drama.

Quer outro exemplo? Você está participando de uma dinâmica de grupo para uma importante empresa.

O selecionador apresenta um tema corriqueiro dos noticiários para discussão. Todos estão opinando, um falando mais alto do que o outro para ser ouvido, até que você encontra uma brecha e faz um comentário.

Porém, na ânsia de tentar ser o melhor, dispara um monte de informações um tanto sem conexão, deixando todo mundo “meio confuso” e um silêncio toma conta do ambiente. Alguma dessas situações, igual ou pelo menos parecida, já aconteceu com você?

Em ambas, o resultado foi tão ruim que você acabou desenvolvendo a timidez como escudo para não vivenciar aquela situação novamente.

Faz sentido? Na primeira situação, o que acontece é que você é capaz de controlar a sua reação e não a dos outros. Talvez se você tivesse gargalhado junto com os seus colegas, o desfecho teria sido outro.

Ou se você tivesse consciência de que todo mundo tropeça em algum momento ao falar em público, teria pedido desculpas e começado a ler de novo, de uma forma mais confiante.

E olha, você não fez isso naquela situação, mas pode fazer numa próxima, já pensou nisso? Ainda dá tempo de virar o jogo!

No segundo exemplo, o que traiu você foi a ansiedade, associada talvez a uma falta de informação a respeito do assunto. Entrevistas de emprego são momentos desafiadores, ainda mais quando são acompanhadas de dinâmicas de grupo!

Nessas horas é preciso respirar fundo e manter a calma, pois o autocontrole é crucial.

Se você não estava a par do assunto, mas precisava falar algo para não perder pontos com o selecionador, poderia, por exemplo, opinar indiretamente sobre as consequências que aquela situação poderia trazer, sem citar nomes ou números que não domina.

E olha (de novo), você não fez isso naquela situação, mas pode fazer numa próxima, ok? Vai lá e muda esse jogo.. é por você!

Ah! E eu preciso lembrar você também que a timidez se manifesta até mesmo quando a situação é positiva, viu? Eu conheço pessoas que ficam tímidas quando recebem um elogio.

Eu mesmo sou um desses, pois além da timidez eu tenho uma questão física que dá para ver na minha cara que estou tímido ou sem jeito, eu fico com o rosto todo vermelho. (rs)

Sabe por quê? Por que naquele momento eu passo a ser o centro das atenções e acabo não sabendo como lidar muito bem com esse cenário, mas eu entendi isso e passei a me comportar de outra forma.

Passei a sorrir e fazer brincadeiras comigo mesmo, simples assim, passei a entrar no clima!

Essa timidez tem forte relação com sua autoestima, sabia? É como se você achasse que não merece receber tal elogio e, portanto, não sabe muito bem o que fazer com ele.

Pesquise a respeito sobre “crenças”. A gente “crê” que não somos merecedores de muita coisa na vida, inclusive ser elogiado(a).

Portanto, pare de se autossabotar! Reflita sobre o ocorrido, veja o que fez de errado e procure acertar da próxima vez. O mundo dá muitas voltas e a situação que despertou sua timidez vai aparecer de novo.

E se você fugir, o desfecho pode trazer mais traumas.

Acredite: a timidez tem relação com um monte de sentimentos que estão aí, morando dentro de você. Timidez anda de braço dado com o medo, com a autoestima, com a ansiedade… Pense nisso!

Vencer a timidez é um processo interno

Essa frase que abre este trecho do meu artigo é o começo de tudo para você aprender a como vencer a timidez.

E o que eu vou dizer agora pode parecer estranho ou muito óbvio para você, mas entenda: a timidez começa de dentro para fora e não de fora para dentro.

É isso mesmo. É o seu medo de não ser aceito de acordo com a sua expectativa que faz você ficar tímido diante de uma situação.

Então vou ajudar você deixando algumas dicas para você começar a trabalhar seu autoconhecimento e aprender como vencer a timidez:

1. Controle sua respiração
Fora do eixo você vai parecer cansado ou nervoso demais e essa sensação será facilmente percebida pela pessoa que está envolvida na situação. Ao identificar este cenário, a pessoa também ficará desconfortável, tornando o clima insustentável. Então, mantenha a calma. Inspire e respire devagar, até perceber que sua respiração está voltando à normalidade. Depois faça o que tem que fazer.

2. Encontre a causa da sua timidez
Repito: quer saber como vencer a timidez? Encontre a causa dela, a raiz do problema. Dessa forma você vai compreender em que momento sua timidez teima em aparecer e o que fazer para viver com mais segurança e maturidade.

3. Utilize válvulas de escape
O que ajuda você a se sentir mais calmo em momentos de forte timidez? Escrever tudo o que vai falar, colocar a mão no bolso, segurar um objeto tipo um clipes, uma caneta, um elástico ou até mesmo um pedaço de papel os tópicos principais do que você falar… Qual sua válvula de escape? No filme “Maid in Manhattan” (“Encontro de Amor”, conforme título no Brasil), Ralph Fiennes faz o papel de um político e segura um clips sempre que precisa falar em público. Parece algo sem sentido, mas eu garanto: saber qual é a sua válvula de escape pode ser uma arma poderosa para você.

4. Não leve a vida tão a sério
A autocobrança pode ser um obstáculo para você que deseja aprender como vencer a timidez. Disse algo em público que fez todo mundo rir? Ria também. Errou? Peça desculpas. Quanto mais intimidado você se sentir pela reação do outro, mais difícil será para você reencontrar o eixo e seguir em frente. A leveza fará você ver as situações de maneira mais simples, encontrando saídas rápidas para evitar que a timidez paralise você.

5. Conheça sobre o tema o qual vai falar
A preocupação em receber uma pergunta o qual você “pensa” não saber responder te causa ansiedade? Ou ainda, esquecer algum detalhe importante dentro do discurso ou apresentação o qual você vai fazer. Ou até mesmo se preocupar em contentar todos da platéia tão é um cobrança o qual você tem antes de tomar a iniciativa de ser protagonista de algo? Olha tudo isso que comentei aqui eu já passei e não vou te dar as respostas para cada uma dessas dúvidas, pois você com certeza ao ler já foi respondendo para você mesmo.

6. Procure olhar o máximo de pessoas no olho
Sim, fazendo isso você vai resolver 2 problemas… o primeiro é que você olhando no olho da plateia você vai “intimidá-los” de alguma forma, pois o seu conhecimento é maior do que o deles, logo você está ali apresentando algo porque você você fez por onde e está confiante de si mesmo. O segundo ponto é que você olhando nos olhos das pessoas mostra que você está falando para cada uma delas e criando empatia. É claro que sorrir, fazer uma brincadeira no começo, contar casos ou histórias e ter uma apresentação estruturada com começo meio e fim vai ajudar bastante você nesse processo.

Consegui ajudar você a encontrar meios de como vencer  a timidez? Eu espero que sim! Mas olhe, eu não sou a autoridade máxima no tema, apenas estou compartilhando a minha experiência de vida, minha história e meus métodos.

Vamos debater o assunto? Deixe seus comentários! E fique à vontade para compartilhar este artigo em suas redes sociais.

Até breve!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10.000 horas são necessárias para você se colocar como especialista em algo, então eu posso dizer que sou especialista em trabalhar como
CLT e como Empreendedor?
Acho que sim e faz todo sentido.

Agora tenho buscado minhas 10.000 horas para me tornar um marido, pai, pessoa diferente da grande maioria e viver uma vida melhor e mais livre! Espero que esse seja seu objetivo também em estar por aqui. 🙂